Walter Benjamin e o historicismo. #Filosofia

2년 전

Walter Benjamin (1892-1940) é o tipo de pensador que poucos conhecem, até hoje suas obras parecem ser restritas a pequenos círculos da intelectualidade. Mesmo com essa “restrição”, os textos de Benjamin chegaram à Universidade de Frankfurt, lá inclusive, fez diversos amigos, dentre eles Theodor Adorno que publica toda a sua obra postumamente.


Walter_Benjamin.jpg
 
Source


01.png
 

Benjamin era filósofo, ensaísta e crítico literário, sua obra está pautada na estética, filosofia, política e história, sendo base de estudo para diversos autores. Como a estética da arte não é a minha área de estudo, vou fazer uma breve análise da sua obra ligada ao historicismo, ou seja, a forma que ele enxergava os fatos históricos ocorridos. Cabe aqui, para começar, uma citação:
 

A história é objeto de construção cujo lugar não é o tempo homogêneo e vazio, mas um tempo saturado de “agoras”. Assim, a Roma antiga era para Robespierre um passado carregado de “agoras”, que ele fez explodir do continuum da história. A Revolução Francesa se via como uma Roma ressurreta. Ela citava a Roma antiga como a moda cita um vestuário antigo. A moda tem um faro para o atual, onde quer que ele esteja na folhagem do antigamente. Ela é um salto de tigre em direção ao passado. O historicista apresenta a imagem “eterna” do passado, o materialista histórico faz desse passado uma experiência única. Ele deixa a outros a tarefa de se esgotar no bordel do historicismo, com a meretriz ‘era uma vez’. (BENJAMIN, 1994. pág. 229)

 
Em sua época existia a crença de que a história se repetia, até hoje muitas pessoas pensam assim, o eterno retorno de Nietzsche, ou seja, os fatos se repetem de forma cíclica, vão e vem da mesma forma, na mesma intensidade, ordem e sequência, nada novo, tudo sempre igual.
 
Essa teoria não se sustenta de forma lógica, talvez por esse motivo Benjamin fosse um crítico, pois para ser dessa forma, obrigatoriamente a história deveria ser perene. Claro, podemos e devemos analisar a história para possuirmos base de fatos ocorridos para podermos perceber certas influências no agora.
 
É justamente isso que Benjamin nos diz, existe uma descontinuidade nessa ideia linear de tempo, o passado está repleto de ‘agoras”, ou seja, podemos perceber traços do passado no presente mas com novos fatores.
 
Por mais que estejamos vendo a ascensão de movimentos racistas e xenófobos como já visto em determinado momento da história humana, os fatores hoje são outros, a situação mundial hoje é outra.
 
Nessa citação isso fica claro quando ele explana o exercício feito pela moda, de buscar no passado uma novidade para o atual, diferente do historicista que busca sempre uma versão eterna dos fatos que eventualmente tornam a acontecer. Já o materialista histórico, é o sujeito que entende a transição dos fatores mas transforma isso em imutabilidade, pois interrompe a sua análise nos fatores históricos, deixando de lado o presente ao qual ele vive.
 
A história é um “continuum” de fatos, mas que sempre são “rompidos” por fatores e conjunções do agora, dessa forma, a história torna-se apenas uma base para o momento em que estamos vivendo, a história, é uma construção de ”agoras”.
 
Benjamin que era judeu, foi preso em 1939 pelos alemães na França, suicidou-se com uma dose letal de morfina em 1940 na Espanha logo após ser recapturado junto a um grupo de fugitivos, algumas pessoas dizem que seu grupo foi liberado no dia seguinte para continuar viagem, mas isso não se sabe ao certo.
 
REFERÊNCIAS
BENJAMIN, W. Sobre o conceito de história. In: Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasilienense, 1994.


01.png


Todos os meus posts estão agrupados no Steem Center. Acompanhe: Link.


01.png

Posted using Partiko Android

Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!
STEEMKR.COM IS SPONSORED BY
ADVERTISEMENT
Sort Order:  trending

This story was recommended by Steeve to its users and upvoted by one or more of them.

Check @steeveapp to learn more about Steeve, an AI-powered Steem interface.

Excelente texto , que me trouxe de volta á memória Walter Benjamim.
A filosofia especulativa da história quer encontrar o significado da história humana e podemos ver na espiralidade do pensamento dialético com o mito do eterno retorno da factualidade.
A ação histórica dos movimentos sociais são feitos pela ação coletiva para modificar um modelo e estrutura do poder predominante e estabelecer novas orientações num sistema.
A filososofia procura o significado das forças da liberdade individual em oposição à coerção da história e da realidade.
A história humana, é totalização (no) presente do passado e orientação do futuro, pois os homens fazem a história baseados em condições anteriores.
A história é uma totalização, e as praxis (acções) individuais são o único factor temporal de totalização, em que uma multiplicidade de indivíduos produz também uma acção (praxis), por intermédio de uma multiplicidade de totalizações.
A matéria constitui a negação do homem é no entanto a única unidade totalizadora da história.
O principal objectivo dos estudos de Vico, Herder, Kant e Hegel, era o descobrir a textura da história, para perceber o enigma do sentido do progresso histórico.

"A matéria no homem e através do homem é o motor da história e constitui um futuro comum". - "Razão e Violência" - R.D. Laing e D.G. Cooper
Mais uma vez muito obrigado por abordar estes temas que exigem o empenhamento do leitor na sua leitura, para se abrir á alquimia da transformação interna. Vamos modificar a história aqui no "agora" do Steemit, para que ela não se repita indefinidadmente. Força aí!!!
·

Obrigado pelo excelente comentário @charlie777pt.
Eu penso que a ideia do eterno retorno só é aceita por indivíduos que possuem uma representação de mundo pequena, as pessoas que vivem em “bolhas”, pois quanto menor a sua representação de mundo, menor seu conhecimento acerca da história, claro que posso estar equivocado, mas isto é o que minha experiência me diz através da análise de alguns indivíduos.
Penso que o movimento histórico dialético é um processo tenso e tênue, tanto é que por diversas vezes demoramos a perceber determinadas coisas que após descobertas são coisas claras e óbvias. Mas para chegar neste ponto é necessário um certo grau de conhecimento e é aí que muitos humanos se perdem, a necessidade de consumo transformou a busca pelo conhecimento como a busca por algo fútil ou supérfluo, infelizmente.
Mas, continuemos nessa luta de mudar o “agora” para não termos o “antes” novamente, que usemos o “antes” apenas como exemplo para construir o “depois”.

Posted using Steeve, an AI-powered Steem interface

Thank you so much for being an awesome Partiko user! You have received a 31.05% upvote from us for your 4005 Partiko Points! Together, let's change the world!

UpvoteBank
Your upvote bank
__2.jpgThis post have been upvoted by the @UpvoteBank service. Want to know more and receive "free" upvotes click here

Parabéns, seu post foi selecionado pelo projeto Brazilian Power, cuja meta é incentivar a criação de mais conteúdo de qualidade, conectando a comunidade brasileira e melhorando as recompensas no Steemit. Obrigado!

footer-comentarios-2.jpg

·

Obrigado pelo apoio.

Posted using Partiko Android

Walter Benjamin é um personagem bem interessante da historia da filosofia, nesse texto "Sobre o conceito de história", o ensaio sobre o automato é bem interessante e acredito que a passagem que cita o Angelus Novus também seja bem marcante

·

Sim @maxgolden, ele é um autor que chama a atenção por diversos fatores. Penso que o Angelus Novus era algum tipo de inspiração, parece que naquele simples quadro ele enxergava a estrutura da nossa sociedade.
Obrigado por ler e comentar.

Posted using Steeve, an AI-powered Steem interface

Hi @demokratos!

Your post was upvoted by @steem-ua, new Steem dApp, using UserAuthority for algorithmic post curation!
Your UA account score is currently 1.021 which ranks you at #54743 across all Steem accounts.
Your rank has dropped 501 places in the last three days (old rank 54242).

In our last Algorithmic Curation Round, consisting of 193 contributions, your post is ranked at #130.

Evaluation of your UA score:
  • Only a few people are following you, try to convince more people with good work.
  • The readers like your work!
  • You have already shown user engagement, try to improve it further.

Feel free to join our @steem-ua Discord server

This post was upvoted by SteeveBot!

SteeveBot regularly upvotes stories that are appreciated by the community around Steeve, an AI-powered Steem interface.