Por que Todos Acham o Português Difícil? Desmistificando a Língua Portuguesa

2년 전

Publicações do Projeto Lusofonia
Por que Todos Acham o Português Difícil? Desmistificando a Língua Portuguesa


Introdução


Para iniciar esta publicação, é importante destacar que não há qualquer língua difícil no planeta, inclusive a sua. Todos os idiomas apresentam suas particularidades, que nasceram para atender a muitas necessidades de um povo no momento de sua comunicação. Então, pergunte-se: se sua língua fosse difícil de ser aprendida, você não seria nem capaz de articular qualquer palavra que fosse com o seu interlocutor.

Então, por que a gramática é tão difícil? Bom, já estamos especificando mais as perguntas e isso é importante. O foco mudou: não é mais a língua que é difícil, é a gramática. Aqui vai uma preciosa dica: não se pode generalizar algo só porque você não conhece ou não sabe alguma coisa. Por isso, o Projeto Lusofonia pergunta: você não sabe a gramática inteira, ou parte dela? Agora você vai perguntar: como assim, há partes da gramática?

gramc3a1tica.png

Mais Informações


Pois é, lusófonos. A gramática é composta por três partes básicas que são: morfologia, sintaxe e semântica. Agora, o Projeto pergunta: você não sabe o que dentro da gramática? Você conhece cada uma dessas partes? Enfim, a resposta à primeira pergunta pode ser um pouco mais complexa, mas à segunda é fácil: sim, você conhece cada uma dessas partes, porque você foi à escola e em dois momentos diferentes, no ensino fundamental e médio, houve um contato com essas partes da gramática. Elas podem não terem sido bem orientadas, mas houve, pelo menos, uma apresentação.

Eis uma explicação simples sobre essas partes:

a) morfologia: estuda a formação das palavras (guarde bem isso, palavras);
b) sintaxe: estuda a relação das palavras com outras palavras ou conjunto de palavras;
c) semântica: estuda o fenômeno do significado das palavras fora e dentro de contextos.

Morfologia


Essa parte da gramática preocupa-se apenas com a palavra em si, ou seja, não está interessada na relação de palavras com outras palavras, mas, sim, de palavras com “partículas” que originam novos vocábulos.

Sintaxe


É a parte da gramática que estuda o relacionamento entre as palavras e grupos de palavras.

Semântica


Estuda simplesmente o conceito que cada palavra traz em si mesma, seja esse conceito histórico ou atual, ou os dois. O dicionário é o repositório mais confiável para se conhecer o “sema” de uma palavra e, a partir dele, construir outros significados.

Há uma quarta parte denominada fonética/fonologia, que pode ser tratada juntamente com a morfologia, em graus diferentes de abordagem dentro de sala de aula. Falaremos mais sobre esse aspecto em publicações futuras.


linguagem-2.jpg

Exemplificação


Fazendo uma analogia, olhemos para o ser humano. Todos nós somos uma unidade em meio a uma multiplicidade. Quando vamos ao médico para investigar um problema de saúde, analisaremos nossa “morfologia”, ou seja, nosso ser único, sem nos preocuparmos com a relação com outros seres. Quando estamos em casa com a família, ou quando estamos com amigos em um ambiente descontraído, temos consciência de nossa morfologia, mas, ao mesmo tempo, também estamos cientes de nossa relação com os outros a nossa volta e sabemos o que fazer. Essa é a “sintaxe” da vida, ou seja, nossas relações interpessoais. Agora, quando uma pessoa nos olha e percebe em nós traços de hostilidade, ou nos acha interessantes como amigo, ou sente uma conexão mais espiritual, essa é a nossa “semântica”, ou seja, como os outros nos interpretam e sabem, de uma forma que não conseguimos explicar, o nosso significado. E cada pessoa pode interpretá-lo de formas diferentes, por isso que o dicionário traz mais de um significado para uma única palavra. Já parou para pensar nisso?

Pois é! A dica desta publicação é: não transforme algo simples em um monstro. A vida traz diversas vivências, experiências e, ainda, armadilhas, e somente nós escolhemos como adquirir essas experiências e passar pelas armadilhas com a experiências acondicionada em nosso ser.

Se tudo parece estranho e difícil, compartimente. Divida em partes e compare com o que existe de palpável diante de si mesmo. Fica muito mais fácil lidar com algo concreto do que abstrato e a língua é totalmente abstrata, flexível e mutável, torando-a plástica e renovável todos os dias. Isso gera medo no ser humano, porém, ao estabelecer comparações com algo conhecido, tudo se torna mais fácil. Pense nisso!


download.png

Espero que tenha gostado da publicação e o Projeto Lusofonia trará novas informações com relação ao idioma luso, bem como curiosidades, dicas gramaticais, literatura e muito mais. Fique atento à próxima publicação e, caso tenha alguma pergunta ou sugestão para uma publicação do Projeto Lusofonia, que tenha a ver com a linguagem em si, sinta-se à vontade para comentar. Será um prazer criar uma publicação para sanar sua dúvida, curiosidade ou, até mesmo, aprofundar sua visão linguística.

Até a próxima!


Imagens: 1, 2, 3

Aprendi a não tentar convencer ninguém. O trabalho de convencer é uma falta de respeito, é uma tentativa de colonização do outro.
José Saramago

A Equipe do Projeto Lusofonia agradece muito sua visita e leitura, porém, para que se possa crescer forte e, assim, fazer a comunidade crescer, ele precisa de seu apoio. Siga @lusofonia e mantenha-se informado sobre o mundo lusófono e o lançamento de concursos, vote em suas publicações e resteeme-as para que todos tomem conhecimento de nossa união!

Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!
STEEMKR.COM IS SPONSORED BY
ADVERTISEMENT
Sort Order:  trending

Parabéns, seu post foi votado e compartilhado pelo projeto Brazilian Power, cuja meta é incentivar a criação de mais conteúdo de qualidade, conectando a comunidade brasileira e melhorando as recompensas no Steemit. Obrigado!

·

Muito obrigado, meu amigo! =)

Que post maravilhoso! Falar português sempre foi fácil, agora aprender a gramática sempre foi um desafio, mas confesso que melhorei quando aprendi outras línguas. Abraço!

·

Que bom, @bkdbkd! Fico muito feliz com seus avanços e saber bem a gramática vernacular é mais do que uma obrigação, é uma realidade para se atingir várias metas!

Abraços, paz e bem! =)

Post maravilhoso, meu amigo!!! Adoraria tê-lo como meu professor!
Xero xeroso pra tu!!!

Então, depende pra quem :D Para quem fala línguas latinas é bem fácil :P Hehehehe! Assim como espanhol e italiano são bem mais fáceis pra gente. Agora, experimenta estudar alemão ... tentei uma vez e achei dificílimo ;)

·

Oi, @casagrande!

Na verdade, essa publicação refere-se ao ensino de língua portuguesa para falantes nativos, não como LE ou L2. Todo o conteúdo partiu de uma observação de anos e anos dentro de sala de aula e o foco é o falante do vernáculo aprendendo seu próprio idioma.

Quando se trata de aprendizado de língua estrangeira, há outras variáveis como a eleição da língua que se deseja estudar, os motivos que levam o estudante a escolher o idioma (quando este tem a liberdade de escolher) e assim por diante. O alemão é muito difícil mesmo, mas é uma língua muito rica na morfologia (eu sou formado em alemão pela UFRJ, morei na Alemanha por dois anos e conheço bem a riqueza do idioma, mas não me expresso mais tão bem como outrora). O inglês, por sua vez, é uma das línguas mais maleáveis que há, e seus falantes produzem vocábulos quase que instantaneamente para expressar suas ideias com maior precisão. O português é um tanto engessado na morfologia, mas possui um brilho enorme com relação à semântica e alguma flexibilidade sintática no emprego de preoposições e transitividade verbal.

Esse seu comentário me fez pensar em uma nova publicação sobre aprendizado do português como língua estrangeira, tendo como alvo um outro público que almeja aprendê-la. Será uma abordagem diferente desta publicação, certamente.

Abraços, querido amigo, e muito obrigado pela visita! Paz e bem! =)

·
·

Ah sim, realmente :D Eu sempre tive facilidade com o português por causa da leitura. A gramática acabava me ajudando a confirmar ;) Inglês também sempre tive facilidade pela familiaridade com boa parte do vocabulário através de músicas e vídeos. Mas tens razão, não há língua difícil, qualquer criança pode aprendê-las :P

·
·
·

Sim, sim, principalmente as crianças, que estão desprovidas de perguntas mais específicas e seu aprendizado é bem mais natural.

Obrigado pela construção do conhecimento em conjunto, @casagrande. É sempre muito bom poder conversar sobre esses tópicos com você e, para ser muito sincero, eu já havia reparado, desde muito tempo, que sua escrita é simplesmente maravilhosa!

Abraços, paz e bem! =)

Ótima aula! Obrigado!!

·

Obrigado, @thomashblum! O Projeto trará outras, bem como curiosidades sobre o nosso belo idioma!

Good post, I am a photographer, it passes for my blog and sees my content, I hope that it should be of your taste, you have my vote :D greetings

Up vote and follow back please

Meus parabéns.
Excelente postagem #pt